Número atual: 3 (2020)

Distúrbios psíquicos iniciados na unidade de terapia intensiva

Resumo: This work will seek to show through a literature review the mental disorders initiated in the Intensive Care Units, as well as the disorders provided to patients due to stress situations that occurred during the hospitalization period. Therefore, the research method used was the bibliographic review of cases, where it can be seen that family support is essential during the patient's recovery process. As a result, we sought to show the importance of observing the patient's behavior during the hospitalization process by the health team, in order to diagnose possible emotional disorders. Therefore, this study draws attention to the proper treatment of patients who acquired post-traumatic disorder after being discharged and also the controlled use of prescription drugs to combat the symptoms of mental disorders. Keywords: mental disorders, intensive care unit, post-traumatic disorders. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

Multidisciplinary team of oncology and the participation of speech therapy in the rehabilitation of patients subject to head and neck surgery

Resumo: Introdução: As principais causas para o aparecimento de tumores na região da cabeça e pescoço estão relacionadas ao tabagismo e ao consumo de álcool. Enfatizando que o tabagismo é o maior fator de risco para o câncer de cabeça e pescoço, bem como câncer de pulmão e esôfago. Entre as neoplasias mais comuns da cabeça e pescoço estão as localizadas na cavidade oral, faringe e laringe e, de acordo com o grau dessas lesões, as ressecções podem ser totais ou parciais e frequentemente associadas à quimioterapia, radioterapia ou mesmo por ações isoladas. Funções como mastigação, deglutição, fala e voz acabam sendo comprometidas e são essenciais para a sobrevivência e a vida social. Diante dos fatos, esta pesquisa teve como objetivo realizar um estudo científico sobre a atuação do Fonoaudiólogo na equipe multidisciplinar de reabilitação de pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Revisão: Os casos mais comuns de neoplasias são na cavidade oral (40%), faringe (15%) e laringe (25%). O fonoaudiólogo é o profissional responsável por avaliar, reabilitar e diagnosticar possíveis alterações que comprometam as funções do sistema estomatognático. O principal objetivo do ponto de reflexão é que a equipe multiprofissional tenha como objetivo implementar medidas que contribuam para a prevenção de doenças oncológicas e a promoção/recuperação da saúde. Discussão: Como resultado desta pesquisa, observou-se a importância da Fonoaudiologia no tratamento de pacientes submetidos a ressecções de cabeça e pescoço, sendo incluída em uma equipe multidisciplinar. Considerações finais: Diante desses fatos, é possível destacar a relevância das atividades fonoaudiológicas com pacientes oncológicos, tanto no período pré-cirúrgico, com orientações sobre cirurgia e possíveis alterações fonoaudiológicas, quanto no pós-cirúrgico, com a reabilitação das funções estomatognáticas. Enfatizando que resultados efetivos requerem intervenções em conjunto com outros especialistas em cabeça e pescoço. Palavras-chave: fonoaudiologia, equipe multidisciplinar, ressecções de cabeça e pescoço. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

Disfonia infantil: Análise dos distúrbios vocais em grupo de escolares

Resumo: Introduction: The voice has played a very important role in people's lives since childhood and only with good vocal health can effective communication be established. Objective: Cross-sectional study, carried out with schoolchildren and their respective parents, where data were collected through voice recording and analyzed using the RASATI Scale. Parents' perception of their child's voice was assessed using a questionnaire. Material and methods: A cross-sectional study was carried out with group of schoolchildren and their respective parents, where data were collected through voice recording and analyzed using the RASATI Scale. Parents' perception of their child's voice was assessed through a questionnaire. Results and discussion: The most common vocal quality was soprosity found in children (76.47%), followed by roughness (41.17%), hoarseness (35.29%) and tension (17.64%). Regarding the questionnaire, 44% of parents reported vocal alteration when their child became nervous, 52% when they cried a lot and 56% when they returned from school, parties or games. Of the good vocal habits, 92% reported drinking water, 88% sleeping well and 84% resting. And of bad vocal habits, 76% of parents considered talking loudly in noisy places, 60% breathing through the mouth, 52% coughing and 44% screaming. Conclusion: Parents perceive the vocal changes that their children present and seek alternatives for improvement, but they do not know how to identify healthy or harmful habits. Thus, we note the importance of parents' guidance on the vocal care of children. Keywords: voice, voice quality, voice disorders, child, child behavior. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

Estrutura e função: inter-relação fonoaudiológica e odontológica na reabilitação do sistema estomatognático

Resumo: Introduction: The stomatognathic apparatus consists of specific structures of the head and neck that perform important and vital functions. The joint work between speech therapy and dentistry has been very evident in the literature and shows promising results. This study aims to emphasize the contribution of speech therapy and dentistry in the treatment of disorders of the stomatognathic system, as well as the importance of joint action between these sciences. Review: The stomatognathic apparatus, also known as the stomatognathic system, gets its name from the connection between the oral cavity and the mandible. The functions of this device are closely linked to orofacial and mandibular development. The structure of the stomatognathic system consists of the bones of the maxilla, mandible and temporal. Speech therapy, in addition to studying each structure of the stomatognathic apparatus, also focuses on the physiological order of each structural part, such as what are the responsible elements that allow chewing, that contribute to phonation (formation of phonemes) and which nerves act in chewing among other activities. Discussion: For the speech therapist and the dentist to present efficient clinical results, directed to the diagnosis and prognosis of patients with disorders of the stomatognathic system, a vast anatomical knowledge of the head and neck is necessary. Final considerations: Based on the reports, the importance of joint care between speech therapy and dentistry in the treatment of pathologies that compromise the stomatognathic apparatus was confirmed. Speech therapy is responsible for the functional rehabilitation (function) of the stomatognathic apparatus (chewing, swallowing, speech, voice, phonation and breathing) and dentistry deals with the structural part (surgery, repositioning of the maxilla and mandible, alignment and dental adjustment among other activities). The main joint actions are in the orthodontic, buccomaxillofacial, prosthesis and surgery specialties. Keywords: stomatognathic apparatus, speech therapy, dentistry. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

Administradores diante dos riscos ocupacionais que envolvem as atividades da equipe de enfermagem no ambiente hospitalar

Resumo: The occupational risks that are subjected to a nursing team have been the subject of many discussions”, become a topic of paramount importance, reflecting the relevance of occupational safety as a preponderant factor and guaranteed by good professional practice and respect for life. Several researches aimed at chemical, biological, ergonomic, physical and mental risks as the main occupational risks. This article, discussed and made available a brief review of the literature on occupational health risks, aims to become an informative tool, contributing to mitigate the exposure of nursing professionals to unavoidable risks and that their own practice is subject to. The human body has several functions; those that are improperly formed can lead to serious risks, such as an occupational disease. Concerning employees' Occupational Health is a manager's duty and helps to ensure well-being, contributing to their investigation, motivation, performance, harm reduction, better results and job satisfaction. However, he believes that companies should check important points and adopt strategies that help to make the work environment more pleasant and less unhealthy as possible. The analysis allows the company to be aware of the real situation of the requirements defined for its employees, leading to finding information that helps to improve the working and mental conditions of its workers, adding satisfaction and motivation in their continuous work days. However, it is important to use severity measurement instruments, assess the needs for care with the demand for nursing work, seek to qualify professionals who dedicate more time to the needs of emotional support and information to patients and families, optimization of resources, cost reduction and, consequently, quality and humanization of assistance. Keywords: hospital administration, nurse manager, occupational risks, hospital environment. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

O enfermeiro e o paciente

Resumo: O pessoal que rodeia o paciente e sua família está integrado por diferentes partes de um grupo destinado a seu atendimento. Entre eles está a enfermeira, profissional que geralmente não está isolada. Sua equipe está integrada por uma enfermeira chefe que é altamente qualificada e deverá coordenar os planos de assistência. Na equipe existem outras enfermeiras profissionais, estudantes de enfermagem e assistentes de enfermagem. A enfermeira chefe Deve planear e avaliar o cuidado de cada paciente. Orienta e apoia as atividades do grupo que chefia. Ela deverá tomar decisões judiciosas, e conhecerá amplamente os temas de educação sanitária e estará atualizada nas novas técnicas de enfermagem. Pode também colaborar com o resto da equipe, no atendimento dos pacientes. A estudante de enfermagem Pode colaborar de acordo com o grau de instrução que possui no momento. Está situação é ambivalente, porque determina benefício para os pacientes de que ela pode cuidar e também para si mesma, porque ajuda na sua aprendizagem. A enfermeira prática e a assistente de enfermagem Desenvolve suas atividades de acordo com sua informação profissional, sua experiência clínica e sua competência pessoal. O pessoal da enfermagem deve sempre efetuar uma reunião de equipe para trocar informações sobre cada paciente. Essa reunião deve ser diária, realizada num período posterior ao atendimento principal dos pacientes. O chefe de equipe fará as anotações, aceitando as sugestões dos participantes da reunião. O paciente pode se beneficiar desta troca de informações, do conhecimento acumulado do pessoal da equipe, porque – em conjunto – o trabalho de enfermagem será realizado da melhor forma possível. O planejamento do atendimento do paciente Quando o paciente chega ao hospital com um problema, o primeiro passo a dar é procurar saber se se trata de um caso simples ou complexo. O médico avalia o paciente, conduz o exame, pede os dados de laboratório e os demais e prescreve o regime terapêutico a desenvolver. Este planejamento deverá ser realizado pela enfermeira que terá a responsabilidade do cumprimento de todos os pontos determinados pelo médico. A vantagem da enfermeira é que ela ficará muito perto do paciente começando pela coleta de dados com respeito a doença. Aqui entra a parte mais importante para a enfermeira: a avaliação de enfermagem, que sintetiza o planejamento dos cuidados do paciente começando pela coleta de dados com respeito a doença. Coleta de dados É o primeiro passo para sintetizar o quadro clínico. Começa pela história do paciente, obtida a partir de uma entrevista e que a enfermeira submete o paciente. Quando está bem desenvolvida, a história apresenta a versão do paciente sobre: Seus problemas de saúde. História de alguma patologia anterior. Um perfil da vida do paciente e da família. Também algo muito importante é saber o que o paciente espera dos cuidados médicos que está procurando. Esta história é subjetiva, porque determina só o ponto de vista do paciente e não os achados do entrevistador. Exame físico Este sim, é um aspecto objetivo desenvolvido pelo entrevistador para: Comparar a história do paciente Encontrar outros dados não relatados pelo paciente. E, fundamentalmente, obter elementos concretos para montar o quadro clínico da doença percebido pelo entrevistador. Dados laboratoriais Estes testes também fazem parte do conglomerado objetivo. A coleta de dados obedece a certos princípios: Deve ser bem organizada. Deve ter uma ordem para se poder dizer que é completa. Não pode haver preconceitos, porque poderiam passar desapercebidos muitos dados de importância. A técnica deverá ficar registrada, de modo que todos os membros da equipe tenham acesso aos mesmos dados e possam orientar em conjunto o tratamento do paciente. O registro dos dados reunidos é um documento legal. Deve ser conciso, complexo e   claro. Deve evitar redundâncias e repetições. Princípios de elaboração do registro O registro se elabora logo que a informação for colhida. O primeiro que se registrará é a informação subjetiva do paciente. Depois se registra o exame físico. Os dados registrados devem ser descritos com terminologia apropriada e compreensível para qualquer leitor. Não usar abreviaturas. O juízo que se possa emitir será feito unicamente após os dados estarem reunidos e avaliados com muito cuidado. O documento deverá estar assinado e datado. A história clinica deve ser registrada da mesma maneira. Deverá existir uma cronologia da doença de modo que o pessoal que trata do paciente saiba realmente como e quando começou a mesma. É muito importante, quantificar os sintomas – “ Vomitou três vezes” etc. No exame físico serão observadas todas as anormalidades presentes e devidamente registradas. Não deverão ser descritos os achados normais. Unicamente devem ficar registradas condições que, estando normais, deveriam estar anormais no quadro clínico. Ex: “num caso de hipertensão, descreve-se a não existência de exsudatos no exame de fundo do olho, por exemplo. Os resultados de laboratório se seguem ao exame físico e antecedem a avaliação final. A evolução do paciente O Paciente que ficou enquadrado dentro da avaliação pela enfermeira com a correspondente documentação registrada (coleta de dados, testes laboratoriais, etc.) deverá continuar dentro do registro sendo seguida a evolução da sua doença de forma metódica e precisa. Cada consulta médica, cada turno de enfermagem, deverá registrar sua observação e impressão profissional do caso. Para tanto, existe atualmente um critério definido onde se considera necessário registrar numa papeleta médica os problemas específicos que são catalogados e até numerados durante a evolução do caso. Este registro orientado para o problema, elaborado nos E.U.A. pelo Dr Lawrence Weed, pode variar em determinadas condições particulares, mas em geral, se forma a partir de dados básicos iniciais. Eles consistem de: - primeiramente, a história clínica do paciente. Exame físico completo Dados laboratoriais. Os problemas Deve-se formar uma lista numerada de todos os problemas médicos, psicológicos e sociais que possam aparecer através dos elementos básicos iniciais. Deverão ser acompanhados da data de aparição deles e se foram resolvidos ou não. Na prática, esta lista deve ser considerada como um índice. Evitar repetir os números, aparecendo novos problemas, eles terão numeração sequencial. Na evolução, efetuam-se anotações que podem ficar sintetizadas: S - Dados subjetivos dentro da evolução. O - Dados objetivos que abrangem o mesmo período. A - Avaliação – inclui as conclusões (etiologia, resposta do paciente ao tratamento e também seu comportamento com relação ao plano). Deve incluir uma conclusão sobre a reação ao plano de tratamento, por parte do paciente P- Plano: costa de três aspectos: Diagnostico – o que deve ser feito. Terapêutico – serve para projetar os métodos paliativos ou curativos. De educação médica -  permite obter conclusões para melhorar os conhecimentos e o              ensino médico. Implementação do tratamento É a execução do mesmo, incluem-se todas as atividades de enfermagem que possam ajudar a melhorar a doença e ao mesmo tempo atendem as necessidades e problemas do paciente. Entre todas as atividades – incluindo o conforto do paciente, sua higiene diária, melhora de suas funções respiratórias, a boa eliminação urinária e intestinal – a enfermeira deverá observar para que exista normalidade do meio ambiente, inclusive, se estão sendo cumpridas as normas básicas de educação sanitária etc. O médico prescreve os medicamentos, porém a enfermeira deve aplicar seus conhecimentos de fisiologia para enfrentar determinadas circunstâncias, quando então unicamente as medidas que ela possa adotar poderão melhorar a situação do paciente. É o caso do hipertenso, que está recebendo prescrição adequada e que bruscamente começa com forte cefaleia. A enfermeira então mede a pressão e observa algumas alterações por elevação da mínima ou pressão diastólica. Ela, ao considerar que o fator de depleção urinária melhora rapidamente o quadro, poderá instituir uma medicação adequada e comunicar o fato ao médico. As notas de progresso do paciente deverão ser escritas num formulário especial, que será levado sem erros e com relação clara de todos os achados por parte da enfermeira, e onde também se deverão registrar os passos que foram tomados para solucionar os diversos problemas. Estas notas, escritas como se fosse uma narrativa, respeitam aquela sequência: dados subjetivos, objetivos, avaliação, plano, intervenção por parte da enfermeira e a apreciação final sobre os resultados. Eles são da máxima importância porque promovem de minuto a minuto uma avaliação de todo o processo de atendimento ao paciente. Qualquer observador poderá encontrar nelas os erros ou as decisões insuficientes no atendimento ao paciente, para poder efetuar a correspondente correção do tratamento. Estas folhas não melhoram o tratamento, mas podem resolver em instantes onde está o ponto de atrito com relação a evolução do quadro clínico. Daí sua importância essencial. Assim, como conclusão, quando o paciente tem alta, ou é transferido, é fundamental que estas notas sejam complementadas por um resumo total do problema, incluindo a etiologia, a evolução, os planos futuros que o paciente poderá aplicar em casa ou que serão aplicados noutro hospital. Este resumo é feito pelo médico responsável, e abrange a contribuição dos demais profissionais, que contribuíram para resolve os problemas do paciente. A enfermeira está autorizada a registar sua contribuição no resumo, quando o médico não estiver em condições de fazê-lo, em nome do resto da equipe. Palavras-chave: enfermagem, paciente, problemas, evolução do paciente. Keywords: nursing, patient, problems, evolution of the patient. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

O enfermeiro diante da burocracia da qualidade e produtividade no ambiente hospitalar

Resumo: The role of the nurse as a hospital administrator is a complex task that aims to implement actions for profit and development in institutions, optimizing bureaucracy, promoting resources to improve productivity with quality. This study describes qualitatively the theories of administration, resources used to reduce bureaucracy, increasing quality management, the role of nurses as hospital administrators, with a new managerial approach. Keywords: nurse, hospital administration, quality, productivity. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

O marco sanitário na alimentação escolar: um estudo dos agricultores participantes do PNAE em Ladainha/MG

Resumo: This work presents part of the studies related to the Master's thesis in Rural Studies at the Federal University of Vales do Jequitinhonha and Mucuri (UFVJM). The methodology adopted was Content Analysis of interviews conducted with family farmers participating in the National School Feeding Program (PNAE) in the municipality of Ladainha MG. We seek to reflect on the challenges pointed out by farmers on the health adequacy of their production systems for commercialization with the PNAE, which, through Law No. 11,947 / 2009, determined the acquisition of foodstuffs produced by local family farming in school meals. Considering that this policy, in addition to guaranteeing food security in schools, encompasses the promotion of family farming, it was necessary for farmers to pay attention to the criteria set out in Resolution / RDC n ° 49/2013 that regulates the exercise of the activity of health interest of the individual microentrepreneur, rural family enterprise and economic solidarity enterprise. Such a resolution became effective in the scope of the PNAE from the year 2013, impacting farmers who already marketed to schools via PNAE since the year 2009 through Law No. 11,947. The present work aims to contribute to the discussion about the impacts that this health framework has been causing in the (non) participation of family farmers in the PNAE in Ladainha MG. Keywords: sanitation, family farming, food security, content analysis. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

Hábitos de vida dos pacientes com linfoma não Hodgkin: Revisão Integrativa

Resumo: Introduction: Cancer is a pathological process that begins when an abnormal cell is transformed by DNA mutation. Lymphomas account for about 3% of all cancer cases worldwide. There are no guidelines for lymphoma prevention, as the cause is generally unknown, more common in men than in women. Objective: To analyze and describe the scientific publications about the life habits of patients with cancer and non-Hodgkin's lymphoma. Methods: The survey was performed in the period of September and November of 2018, in LILACS, BDENF and SCIELO. Published in the period 2012 to 2018, using the DeCS descriptors: neoplasms, cancer, non-Hodgkin's lymphoma, all associated with the Boolean operator. Results: Cancer became a relevant health factor for evaluation in the quality of life of the individual who has it, since, due to its complications, this disease acts as a hindrance to the permanence of a routine defined by the pretensions and / or needs of the patients. patients, most often resulting in negative aspects. Conclusion: Cancer has been gradually changing from being seen as a fatal disease and is seen as a chronic disease, configuring what epidemiologists call the epidemiological transition. Keywords: Non-Hodgkin's lymphoma; Neoplasms; Nursing care. Expandir Resumo Acessar Texto Completo

A cultura e os hábitos familiares da prática de atividades físicas e as tendências à obesidade

Resumo: This research seeks, in an exploratory way, to evaluate the following question: are there relations between cultural aspects and family habits related to physical activities and tendencies to obesity in adulthood? The objective is to relate the habits and frequency of physical activities and the tendencies to obtain high levels of obesity in the current phase of the individual, assessed from the BMI (Body Mass Index). Specifically, it seeks to assess whether cultural aspects of families and habits over the life of the individual remain over time. Also, if this relationship between habits and other socioeconomic aspects influences the current condition, from the reference indicator. The research was carried out in 2019 and 2020 in the western region of Parana and uses a non-probabilistic sample, based on primary data. The data were processed with the SPSS software and descriptive statistics were used to evaluate the results. The main methodology, however, was the use of data crossing (crosstabs), evaluating the proposed relationships. The results show relationships between culture and habits throughout the individual’s life with their obesity situation based on the BMI estimate. Notably, the frequency of physical activities since childhood and their stay in adulthood, provide conditions for better health conditions, based on the established indicator. Relationships involving family income were not relevant in the process related to habits and culture related to exercises. The answers show that the frequency of activities also provides the perception of physical and mental well-being. From these results, it is proposed that the theme be in evidence in elementary education. Keywords: culture, family habits, physical activities. Expandir Resumo Acessar Texto Completo